A resistência do aço inoxidável e os cuidados contra a corrosão

Cuidados com a corrosão do aço inoxidável.

Cuidados com a corrosão do aço inoxidável.

 

O aço inoxidável é bastante resistente à corrosão, atendendo de forma satisfatória as necessidades em sua aplicação. Seu limite de resistência à corrosão vai depender dos elementos em sua composição, o que estabelece que cada tipo de aço inoxidável oferece uma resposta diferente à exposição de ambientes corrosivos.

Desta forma, é preciso o cuidado na seleção do aço inoxidável mais adequado para cada aplicação. A escolha do tipo certo de aço irá reduzir de maneira significativa a possibilidade de corrosão, como aumento da vida útil do equipamento.

Conheça aqui os principais tipos de corrosão do aço inoxidável:

Corrosão por pite do aço inoxidável

A corrosão por pite pode ocorrer como resultado da exposição do aço inoxidável em ambientes determinados, principalmente com a presença de cloretos. Na maior parte das aplicações, a extensão do pite pode ocorrer de forma superficial, quando a redução da seção de um componente pode ser considerada mínima.

Contudo, os produtos da corrosão do aço inoxidável podem manchar o equipamento, principalmente em serviços como tubulações, estruturas de recipientes e dutos. Havendo conhecido da possibilidade de corrosão por pite, é necessário aplicar o aço inoxidável com molibdênio para rolamento.

Corrosão por fresta do aço inoxidável

Uma forma localizada de ataque corrosivo no aço inoxidável é a corrosão por fresta, que começa pela disponibilidade de oxigênio menor em qualquer fresta. Esse tipo de corrosão pode ocorrer através do desenvolvimento de cloretos e sua gravidade depende muito da geometria da fresta. Quanto mais estreita seja ela, mais intensa é a corrosão.

Corrosão galvânica no aço inoxidável

A corrosão galvânica acontece normalmente quando metais diferentes estão em contato com um eletrólito comum, como no caso de chuva ou condensação. Quando a corrente elétrica flui entre metais diferentes, o metal menos nobre é corroído mais rapidamente do que os mais nobres.

A taxa da corrosão vai depender das áreas de contato dos metais, da temperatura e da composição do eletrólito. Nesse caso, quanto maior a área do cotodo em relação ao anodo, maior será a corrosão.

A corrosão galvânica no aço inoxidável ocorre normalmente com fixadores e juntas, devendo-se evitar parafusos de aço carbono em componentes de aço inoxidável.

A taxa de ataque de um componente de aço carbono por um parafuso de aço inoxidável é muito menor. Assim, é preciso entender que metais diferentes podem ser unidos de forma segura e em boas condições de condensação ou umidade, sem os resultados da corrosão galvânica.

O aço inoxidável austenítico normalmente forma o catodo num par bimetálico e, em razão disso, não cria a corrosão galvânica. A exceção se da com o cobre, que deve ser evitado, a menos que em condições apropriadas.

O contato entre o aço inoxidável austenítico e metais como zinco e alumínio pode trazer corrosão adicional nesses últimos. Embora não seja significativo na estrutura, o resultado aparece em forma de um pó branco ou cinzento, que oferece má aparência ao equipamento.

A corrosão galvânica pode ser evitada eliminando-se a água, através de pintura ou de dreno sobre a junta do conjunto, ou ainda isolando os metais através da pintura das superfícies em contato.

Pode-se isolar as conexões fixadas através de gaxetas de plástico não condutor ou de borracha e arruelas, ou buchas de nylon e teflon.

Corrosão sob tensão do aço inoxidável

A corrosão sob tensão ocorre na presença simultânea de tensões de tração e fatores ambientais específicos, uma situação que não é comum, por exemplo, em atmosferas normais internas de uma construção.

A tensão não precisa ser muito alta em relação do limite de escoamento do material, podendo ocorrer em razão da carga ou de efeitos residuais de processos de fabricação, como no caso de soldagem ou de dobramento.

Os cuidados especiais devem ser tomados com relação aos componentes de aço inoxidável com tensão residual elevada, como no caso de trabalho a frio, ou em ambientes ricos em cloretos, como piscinas cobertas e plataformas marítimas.

Corrosão geral no aço inoxidável

No aço inoxidável, a corrosão geral é menos severa do que em outros tipos de aço. E ela somente ocorre quando o aço inoxidável está com valor do pH menor do que 1,0.

As referências à corrosão geral são estabelecidas nas tabelas dos fabricantes, ou ainda através da recomendação de engenheiro de corrosão, quando o aço inoxidável mantém contato com produtos químicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *