Diferenças entre o aço inoxidável e o aço carbono

11 Aço inox

O aço inoxidável apresenta uma grande e principal diferença do aço carbono: em sua composição química existe um percentual mínimo de 10,5% de cromo.

O aço carbono é uma liga metálica que leva em sua composição basicamente o ferro e o carbono, com um percentual entre 0,008 e 2,11% de carbono, diferente do ferro fundido, que também é uma liga idêntica, mas com teor de carbono entre 2,11 e 6,67%.

O aço inoxidável, por sua vez, pode ter teores de cromo mais elevados, dependendo de sua necessidade, além de terem o acréscimo de níquel, molibdênio e outros metais. A presença do cromo é que torna possível a formação de filmes passivos, resistentes à corrosão e o níquel é quem ajuda na melhoria das propriedades mecânicas do aço.

Como é o aço carbono

O aço carbono é normalmente considerado como tal quanto as proporções de outros elementos não excedam determinadas porcentagens. Assim, o aço carbono não pode ter mais do que 1,65% de manganês, cobre e silício, sendo que o cobre não pode ultrapassar 0,4%.

Ao reagir com o oxigênio do ar, o aço carbono forma uma camada superficial de óxido de ferro, uma camada porosa, que permite quer o metal continue oxidando e produzindo a corrosão, ou seja, a ferrugem.

Como corrosão devemos entender a destruição do material sob ação química ou eletroquímica do meio ambiente em que o aço está sendo usado.

As utilizações do aço inoxidável e do aço carbono

O aço inoxidável e o aço carbono são metais utilizados nas mais variadas aplicações comerciais e industriais. Sua principal diferença está na variação dos componentes de sua liga, que os tornam úteis para determinadas aplicações.

O aço carbono tem como vantagem um ponto de fusão mais baixo, oferecendo maior maleabilidade e melhor distribuição de calor, mas não está livre da oxidação e da corrosão. Por sua vez, o aço inoxidável possui o teor de cromo que forma a camada invisível que evita a corrosão e a ferrugem no metal.

O aço carbono e o aço inoxidável apresentam diferenças básicas, inclusive visualmente, com o primeiro apresentando o acabamento fosco, comparável ao ferro fundido, enquanto o segundo é bastante brilhante e, dependendo da concentração de cromo em sua liga, podendo até ser confundido com um espelho.

O revestimento do aço inoxidável fornecido pelo cromo faz dele um material muito mais atraente, não havendo necessidade de pintura ou de qualquer tratamento especial. Além disso, o aço inoxidável também é muito mais funcional, podendo ser usado na construção, em materiais decorativos, na indústria química e de alimentação, entre outras, enquanto que o aço carbono é preferencialmente mais aplicado em equipamentos ou peças que não ficam expostos, já que é muito mais frágil.

Reciclagem do aço inoxidável

Uma das grandes vantagens do aço inoxidável é sua propriedade de reciclagem. É um tipo de aço totalmente reciclável, podendo ser reaproveitado em outras aplicações.

A capacidade de reciclagem, tanto em razão das normas ambientais cada vez mais rígidas, quanto em virtude da redução de custos, se torna um fator chave para sua escolha na indústria e em outros segmentos.

Os componentes da liga do aço inoxidável podem ser separados e recuperados, podendo ser adicionados em outras ligas ou participando de novos processos de fabricação do material.

A sustentabilidade do aço inoxidável

O aço inoxidável, desde que escolhido da forma correta e aplicado segundo os padrões, com manutenção de forma adequada, permanece útil e atraente durante anos. Mesmo depois de muito tempo de uso, o aço inox pode recuperar sua aparência original ou pode ser reutilizado em outras aplicações.

O aço inoxidável é considerado um material ecologicamente correto, atendendo as normas de sustentabilidade exigidas pelas regras ambientais.

Com suas características, o aço inoxidável se torna uma solução prática, competitiva e efetiva para muitas aplicações. Em razão de suas propriedades, pode se usado para a indústria, o comércio, equipamentos domésticos, uso hospitalar e até na decoração.