O aço inox na indústria de alimentos

Resultado de imagem para aço inox em indústrias

A indústria de alimentos possui uma grande responsabilidade na manutenção da qualidade de seus produtos. A higiene é fundamental no processo de produção e, por isso, o aço inox é essencial para garantir que os alimentos estejam adequados para consumo.

As máquinas e equipamentos devem oferecer facilidade de limpeza e o aço inox é o tipo de material que não permite a contaminação dos alimentos produzidos, não deixando qualquer tipo de resíduo ou focos de contaminação por bactérias ou microrganismos estranhos.

O aço inox deve ser usado não apenas nos equipamentos, mas também em todos os acessórios, impedindo que qualquer microrganismo possa se instalar em qualquer etapa da produção, oferecendo ao público consumidor produtos da mais alta qualidade.

O aço inoxidável é hoje um material que pode ser encontrado nas mais diversas empresas que devem ter a higiene como base de seu processo, como indústrias, restaurantes, hospitais e laboratórios, tanto pela facilidade de limpeza quanto pela resistência do material.

O processo de limpeza do aço inoxidável é bastante semelhante ao do vidro e da porcelana, sendo mais prático e mais rápido do que de outros tipos de materiais, como alumínio ou plástico, que sempre possibilitam a presença de resíduos.

O aço inox oferece excelente resistência mecânica e à corrosão. Com uma camada impermeável, o material permite a produção de alimentos sem que eles sejam contaminados e sem que causem qualquer problema de saúde nos consumidores.

Eliminação das bactérias com aço inox

O aço inox é um material inerte aos compostos liberados pela matéria prima na produção de alimentos, já que não forma microfissuras em sua superfície. Essa qualidade impede o acúmulo de bactérias, mesmo quando os alimentos são expostos a acidez mais elevada.

Como se trata de um material de fácil limpeza, isso também impede que haja qualquer foco de bactérias, uma das principais causas de intoxicação alimentar verificadas em hospitais. Dessa forma, é muito evidente a vantagem apresentada pelo aço inox na indústria de alimentos.

Pela mesma razão, o aço inox é o mais indicado para tubulações que transportam água nas indústrias, já que sua resistência à corrosão garante a qualidade da água utilizada no processo de produção.

Numa indústria alimentícia, são diversas as etapas do processo produtivo. Tudo começa com a recepção e armazenagem da matéria prima, passando pela preparação e terminando com a armazenagem do produto pronto e seu transporte para a distribuição.

O aço inox atende a todas as etapas, oferecendo maior segurança para os produtos, conduzindo todo o processo dentro da qualidade e higiene necessárias para evitar contaminação por bactérias ou permanência de resíduos estranhos no produto final.

Os equipamentos e maquinários fabricados com aço inoxidável apresentam superfícies lisas e livres de contaminação, com facilidade de limpeza e sem a presença de trincas ou fendas que possam permitir a presença de qualquer tipo de matéria orgânica estranha ao processo de produção.

Além dos equipamentos e máquinas, a utilização de fixadores de aço inoxidável permite que a indústria de alimentos tenha condições sanitárias seguras em todas as etapas do processo produtivo e, por isso, é um material que deve estar presente em toda a linha de produção.

Assim, para oferecer toda a segurança ao consumidor e garantir a qualidade dos produtos é necessário usar o aço inoxidável não apenas nos equipamentos, mas também em utensílios, acessórios e todo e qualquer material que entre em contato direto com o produto.

A composição da liga de aço inox é naturalmente anticorrosiva, oferecendo ainda outra vantagem para a indústria de alimentos: os equipamentos produzidos em aço inoxidável não precisam de pintura contra a oxidação, diferentemente do aço carbono, que é pintado para não sofrer corrosão ao longo do tempo.

Veja a seguir todas as vantagens apresentadas pelo aço inox:

  • Material de fácil limpeza, não exigindo pintura anticorrosiva;
  • Não produz resíduos e evita o acúmulo de bactérias;
  • Resistente às mais diversas faixas de temperatura, podendo ser usado desde em fornos industriais a freezers;
  • Não reage em contato com elementos liberados pelos alimentos.