O aço inox na indústria de alimentos

Resultado de imagem para tanque de aço inox alimentos

A manutenção de condições de higiene na indústria de alimentos é um requisito básico, exigido pelas normas regularizadoras de saúde. Uma das principais exigências é com relação aos materiais que entram em contato com o alimento e o aço inox mostra-se como o mais adequado.

O aço inox pode ser usado em todas as fases de industrialização, como a preparação, o manuseio, a estocagem e o transporte. Para garantir as condições mais adequadas, a superfície do aço inox é perfeita: é lisa, impermeável, não apresenta fendas ou trincas, não é suscetível a arranhões e não retém qualquer tipo de matéria orgânica.

O aço inox também é um material não tóxico e inerte, ou seja, não muda o odor e o saber de alimentos e bebidas, sendo também resistente à corrosão e não é absorvente.

Maior segurança nos alimentos com aço inox

Nas indústrias de alimentos, um dos principais cuidados é com a segurança, verificando os riscos e as formas como os alimentos são preparados. O objetivo principal é evitar doenças originadas pelos alimentos, ou seja, a intoxicação alimentar.

A segurança com relação aos alimentos é uma condição obrigatória para as empresas, com a legislação exigindo que os alimentos sejam produzidos em ambiente higiênico e seguro.

Dessa forma, o aço inox também é considerado o material que mais oferece a segurança com relação a qualquer contaminação dos alimentos durante sua produção, saindo da fábrica nas melhores condições de higiene, impedindo que possa provocar qualquer tipo de intoxicação.

O aço inox oferece melhores condições de limpeza

Uma das vantagens da utilização do aço inox na produção de alimentos é sua facilidade de limpeza, principalmente para evitar que qualquer tipo de contaminação possa gerar alterações no alimento depois de preparado na indústria.

Essa condição ainda é mais rígida com relação a produtos derivados do leite e com relação a bebidas.

A higiene é um fator essencial para a produção de laticínios, de cervejas, de vinhos e refrigerantes. O aço inox oferece um registro comprovado de melhor material nessas áreas onde a higiene e a facilidade para a limpeza são de extrema importância.

O aço inox conserva o gosto e o odor natural dos alimentos processados

Além de oferecer maior facilidade de limpeza, o aço inox não interfere no gosto e no odor natural dos alimentos processados, mantendo à distância qualquer tipo interferência ou contaminação.

Essa é uma condição também de grande importância no processamento e na produção de alimentos e bebidas.

Maior resistência à corrosão no aço inox

O aço inox, além das vantagens já apresentadas, oferece maior segurança pela sua neutralidade biológica e química no processamento de alimentos e bebidas, o que o torna o material preferido pelas indústrias.

Em razão de sua resistência à corrosão, o aço inox comprovou ser mais seguro, principalmente em situações mais exigentes, com o processamento de alimentos mais ácidos, oferecendo segurança para o consumidor com relação à sua saúde.

Para as indústrias de alimento, essa resistência oferece a vantagem da economia, uma vez que o material não apresenta desgaste, não havendo necessidade de sua substituição periódica.

A produção de alimentos deve ser cuidadosa em razão dos compostos que podem atacar as superfícies do material utilizado em sua produção. Esse ataque pode levar à formação de frestas microscópicas, criando locais onde as bactérias podem se proliferar e, assim, provocando sérios riscos ao consumo.

Na produção de alimentos também existe o risco de interação entre o material utilizado no processamento e os materiais orgânicos, situação que não acontece com o aço inox, principalmente em tanques e misturadores.

O aço inoxidável é um material que pode ser utilizado em toda a cadeia produtiva de alimentos e bebidas, desde o seu processamento, passando pelo armazenamento e distribuição. Vale lembrar ainda que o aço inox é bastante utilizado na cozinha doméstica, atendendo todas as necessidades da família e evitando a contaminação e a intoxicação alimentar.