Reservatório de inox para vinho, a melhor solução

09 Reservatório vinho

A produção de vinhos tem sido aprimorada com a utilização de reservatório de inox para vinho desde que esse material passou a ser empregado na fabricação de depósitos dos mais diversos tamanhos, atendendo desde pequenos produtores artesanais até as indústrias mais modernas, com soluções para as quantidades exigidas por cada produtor de vinho.

O aço inox vem sendo aplicado desde o início do século XX para fabricação de reservatório de inox para vinho e outros alimentos, tendo sido descoberto por Harry Brearley.

De início, a intenção era conseguir uma liga metálica que tivesse maior resistência ao desgaste no interior das armas de fogo, em virtude do calor liberado pelos gases. Nas suas pesquisas, Brearley notou que o ácido nítrico, o reativo comum para todo e qualquer tipo de aço, não surtiu qualquer resultado. No seu intento, ele não conseguiu uma nova liga metálica, mas obteve uma liga que se mostrava resistente à corrosão.

A primeira aplicação do aço inox foi voltada para a fabricação de talheres que, antes, eram produzidos a partir do aço carbono e que se corroíam com facilidade em virtude dos ácidos presentes nos alimentos. Com o tempo, o aço inox foi gradativamente sendo implantado nas indústrias, tornando-se o material preferido pelos produtores de alimentos, trazendo o reservatório de inox ao pedestal de melhor produto para conservação de bebidas e produtos farmacêuticos.

Reservatório de inox para vinho: a melhor solução

O vinho é um produto que exige muitos cuidados na sua produção, desde o cultivo das vinhas até o momento em que chega à mesa dos consumidores. O reservatório de inox para vinho trouxe novas qualidades a esse tão apreciado produto, tornando-se, portanto, o melhor material aplicado em sua produção.

No entanto, o inox não é só apreciado como material para a construção de reservatório, servindo também para a fermentação, um processo que tanto pode ser aplicado em toneis de madeira como em reservatório de inox para vinho.

No início da fermentação, os produtores de vinho usam leveduras selecionadas, devendo ser mantida uma temperatura de fermentação que pode variar de 25 a 340°C, temperatura que pode ser mantida sob controle no reservatório de inox para vinho para que se obtenha resultados mais finos e intensos em aromas e sabores tão apreciados pelos enólogos do mundo todo.

O reservatório de inox para vinho também pode ser usado durante a maceração, que pode levar de 48 horas a 5 dias, quando a fermentação separa a parte sólida, com as cascas e sementes, através de movimentos automáticos do reservatório de inox para vinho, permitindo a remontagem, ou seja, o bombeamento do mosto do fundo do reservatório para a superfície, de forma que as cascas fiquem expostas para melhor extrair os pigmentos que dão a saborosa cor ao vinho.

No reservatório de inox para vinho, essa etapa é feita de forma automática e controlada, quando o tanque funciona como uma betoneira, girando continuamente e fazendo o melhor aproveitamento da matéria prima aplicada na produção do vinho.

Reservatório de inox para vinho: usado em todas as etapas de produção

O reservatório de inox para vinho pode ser usado em todas as etapas de produção dos vinhos, sendo usado para a chaptalização, que é a correção do açúcar, quando necessário, ou para o descube, etapa em que ocorre a separação da parte sólida, retirando o bagaço e o vinho inferior ou destilado.

A produção de vinho utiliza o reservatório de inox para vinho também na fermentação secundária, quando o vinho deve permanecer por um prazo determinado, complementando o processo e transformando o ácido málico, que é mais duro ao paladar, de acordo com os enólogos, em ácido lático, que torna o vinho mais macio.

A correção do vinho para consumo, em seguida, pode ser feita em reservatório de inox para vinho, passando para toneis de carvalho em sucessivas trasfegas, trocando o volume produzido entre esses dois modelos de recipientes, chegando ao seu ponto de consumo depois de análises e de correção do anidrido sulfuroso.

O reservatório de inox para vinho serve para a produção de todos os tipos de vinhos, provenientes das mais variadas castas de uva, nas proporções controladas pelos enólogos, buscando sempre criar um vinho mais equilibrado, com suas características marcantes .

Depois de passar pelo amadurecimento, quando o vinho se beneficia das pipas de madeira, geralmente carvalho, onde são amaciados , o vinho pode ser transferido para o reservatório de inox para vinho, onde seu tempo de maturação pode durar mais tempo, conservando as características obtidas durante seu estágio em barricas de carvalho.