Tanque para fermentação de vinho.

A fermentação é uma etapa de fundamental importância na produção do vinho e assim percebemos que o tanque para fermentação de vinho é indispensável para que esse processo possa ocorrer.


Tanque para fermentação de vinho.

Além disso, eles são equipamentos feitos de aço inox, que são destinados aos processos de fabricação das vinícolas e acima de tudo são totalmente customizados de acordo com a real necessidade do cliente, seja ele um pequeno produtor até uma grande vinícola.  

Tanque e aço inox para fermentação.

Devido ao avanço da tecnologia nos dias de hoje, os vinhos são guardados e fermentados em tanques de aço inox, ao contrario de antigamente onde eles ficavam em barris de carvalho. Consequentemente os taques de aço inox ganharam espaço nas indústrias pela ração que, eles agregam qualidade ao produto. Além disso, ele tem como objetivo facilitar a produção do vinho e garantir um produto final com boa qualidade.

Certamente a qualidade e o padrão dos vinhos após começarem a ser produzidos pelas indústrias vinícolas em tanques de aço inox aumentaram muito. Devido a isto, eles garantem uma produção de qualidade, independente do produto armazenado.

Acima de tudo o tanque de aço inox traz muitas vantagens para a fermentação como, por exemplo:

– É um produto resistente as variações de temperatura, pois ele aguenta tanto temperaturas altas quanto temperaturas baixas.

– Facilita a limpeza e higiene do produto.

– Devido o aço inox ser um material durável e de qualidade, exige pouca manutenção, consequentemente ajuda a economizar gastos desnecessários.

Finalmente podemos dizer que em virtude da sua capacidade industrial, o tanque para fermentação de vinho de aço inox, nos dias de hoje, é um dos melhores meios de fermentação do vinho.

Para que serve o tanque para fermentação de vinho.

Em primeiro lugar deve-se destacar que o tanque para fermentação de vinho é feito e desenvolvido para atender as necessidades dos produtores e das vinícolas. Além disso, os fermentadores de vinho facilitam a retirada do bagaço da uva após o processo de fermentação e devido a isso, podem ser utilizados como tanques depósitos. Também possui uma porta inferior que é retangular e tem abertura externa, além de ter a opção de possuir cintas de refrigeração que tem a função de controlar a temperatura.

A fermentação é um processo usado há muitos anos, inclusive na pré-história, quando os homens das cavernas descobriram que a carne envelhecida tinha um sabor melhor. Além disso, é por meio da fermentação que diversas matérias-primas são transformadas em nobres produtos como é o caso do vinho. Assim, ele é considerado um processo muito importante para conseguir um vinho de qualidade que agrade o consumidor.

Certamente podemos perceber que a elaboração do vinho vai muito além do que simplesmente esmagar uvas. Desta forma, embora pareça simples a princípio, a elaboração do vinho é feita em diversas etapas que são bastante delicadas. O mais notável é que de todas as etapas de elaboração do vinho, a fermentação da uva é considerada a mais delicada e é feita no tanque para fermentação de vinho.

Como é feita a fermentação de vinho.

Acima de tudo o processo básico de produção do vinho é a fermentação que é um processo anaeróbio (que não depende da presença do gás oxigênio). Além disso, durante a fermentação ocorre a transformação do açúcar que se encontra presente nas uvas em etanol.  Também é um processo efetuado por micro-organismos diversos, como as leveduras que são fungos unicelulares.

Desta forma as leveduras se alimentam do açúcar natural presente no suco de uva e o transformam em álcool e dióxido de carbono. Assim, uma das primeiras decisões do enólogo nesta fase é escolher fermentar o vinho em tanque para fermentação de vinho em aço inox que tem o poder de preservar o frescor das uvas, oferecendo ao vinho maior sabores de frutas.

Outro fator importante a ser observado é a temperatura da fermentação para garantir o sucesso da produção do vinho. Desta forma para os vinhos brancos e roses quanto mais baixa for a temperatura de fermentação, melhor. As baixas temperaturas ajudam a preservar seus aromas e sabores mais delicados. Por outro lado, a fermentação para os vinhos tintos normalmente ocorre em temperaturas mais elevadas pois, as temperaturas altas ajudam a aumentar a cor do vinho.

Assim a fermentação deve ser executada com muito cuidado, pela razão que, o resultado seja um produto de boa qualidade, capaz de agradar os paladares mais exigentes.