Você conhece os diferentes tipos de aço inox?

Saiba mais sobre aço inox

No post de hoje falaremos sobre o material que dá origem aos tanques de aço inox, que é, obviamente o aço inoxidável.

O aço inoxidável é composto de uma liga de ferro e cromo, e, em alguns casos, também pode conter níquel, molibdênio e outros elementos com propriedades físico-químicas. Para ser considerado realmente como aço inoxidável, o aço deve ter uma quantidade mínima de 12% do elemento cromo.

Esse tipo de aço é mundialmente conhecido por ser resistente a qualquer tipo de corrosão e por isso é o material mais indicado para a fabricação de tanque de armazenamento.

O material utilizado na fabricação de tanques de aço inox é classificado de acordo com sua composição e estrutura. Veja a seguir as categorias de aço inox existentes no mercado:

• Ferrítico: O aço inox da categoria ferrítico não possui níquel em sua composição e é bastante resistente à corrosão. É muito utilizado na fabricação de eletrodomésticos como geladeiras, fogões e fornos, moedas, placas de sinalização, talheres e na indústria automobilística;

• Austenítico: Esse tipo de aço inox é o mais resistente à corrosão e por isso é utilizado na fabricação de tanque para suco, tanque para leite, tanque para vinho e outros tanques para indústria alimentícia. É utilizado também nas indústrias químicas e petroquímicas, na construção civil e em adornos domésticos como tigelas e baixelas;

• Martensítico: Possui dureza elevada e resistência à corrosão não tão alta como as demais categorias. É utilizado na fabricação de instrumentos cirúrgicos como pinça e bisturi, facas de corte e discos para freio.

Os tanques de aço inox podem ser utilizados tanto na produção e armazenagem de vinhos, sucos industriais e água mineral, como na produção de leite e produtos da indústria farmacêutica.