Tanques de aço inox escovado

06 Tanque  aço

O aço inoxidável, ou simplesmente aço inox como é comumente chamado, é uma liga de ferro-cromo que tem grande resistência à corrosão, à abrasão e a impactos, possuindo maior durabilidade que o aço carbono.

Trata-se de um material totalmente reciclável e possui baixo custo de manutenção. Sua utilização, atualmente, é feita desde itens domésticos, como panelas, geladeiras, fogões e até talheres, além de outras aplicações, como instalações de hospitais e de cozinhas industriais, na construção civil, em veículos e mobiliários, além de tanques para indústria.

A principal característica do aço inox, sua resistência à corrosão, deve-se à presença de cromo em sua superfície que, ao reagir com o oxigênio da atmosfera, concentra uma camada superficial, que protege o aço dos agentes oxidantes.

Essa película protetora é bastante fina e resistente, sendo formada pelo óxido do cromo que, mesmo quando arranhada ou desfeita, possui capacidade de recomposição, simplesmente com a presença do oxigênio.

Principais características do aço inox

O aço inox deve possuir em sua liga pelo menos 10,5% de cromo e um máximo de 30% e níquel, além de outros elementos, como o titânio, o nióbio e o molibdênio, que podem ser acrescentados à composição para obtenção de algumas características determinadas.

O níquel tem a capacidade de melhorar a resistência da liga às temperaturas mais altas e sua soldabilidade, dando resistência ao aço inox, embora seja o cromo o principal responsável pela resistência à corrosão.

No aço inox que recebe molibdênio e cobre, a resistência à corrosão por umidade é aumentada; com silício ou alumínio, a resistência aparece para altas temperaturas e, com titânio e nióbio é criada a estabilização do aço inox, impedindo a precipitação do cromo em forma de carboneto durante aquecimento ou resfriamento lento. Além desses, também podem ser adicionados à liga o cobalto, o boro, o manganês e o nitrogênio, dependendo da finalidade do aço inox produzido.

Os principais tipos de aço inox

Em sua classificação, o aço inox pode ser dividido em 5 tipos, de acordo com sua composição e estrutura:

  • Aço inox ferrítico, classificado dentro da família normativa 430, 409 e 410S, que possui entre 11 e 17% de cromo e menos de 0,3% de carbono. Esse tipo de aço inox não traz níquel em sua composição e é mais econômico, possuindo grande resistência à corrosão, apresentando fácil conformação e soldabilidade. São aços do tipo magnético.
  • Aço inox martensíticos, da família normativa 420, com 12 a 18% de cromo e de 1 a 1,5% de carbono, algumas vezes recebendo tratamento de têmpera para elevar os níveis de dureza e resistência mecânica. São aços magnéticos, com pouca soldabilidade e apresentam baixa resistência à corrosão.
  • Aço inox austeníticos, das famílias normativas 301, 304, 304L, 306 e 306L, com 17 a 25% de cromo e de 7 a 20% de níquel. Apresentam alta soldabilidade e ductilidade e são o tipo de aço inox que apresentam melhor resistência à corrosão, principalmente quando adicionados com molibdênio ou com redução do teor de carbono. Não são aços magnéticos e podem ser utilizados para os mais diversos tipos de temperatura, desde menores do que zero grau até maiores do que 900°C e, portanto, são os mais usados para tanques de aço inox.
  • Aço inox duplex, formato por uma estrutura dupla de matriz ferrítica com ilhas de austenita, tendo elevada resistência mecânica e à corrosão. Mais usado nas indústrias alimentícias, químicas, petroquímicas e de papel e celulose, entre outras.
  • Aço inox PH, que é o aço inox endurecível por precipitação, sendo aço magnético e tendo sua dureza aumentada, garantindo a resistência à tração. É o aço inox usado na indústria aeroespacial.

O que é aço inox escovado

A escovação é um tipo de acabamento do aço, que tanto pode ser aplicada no aço carbono como no aço inox.

As peças de aço inox passam por um processo de abrasão e polimento, podendo também receber revestimentos, como a galvanoplastia. O aço inox pode ter um acabamento bastante espelhado, podendo ainda ser escovado, o que lhe proporciona uma superfície fosca, como se tivesse sido escovada por uma escova de fios finos, sendo produzido ao aplicar fricção à superfície do aço.

O acabamento escovado é uma contrapartida para o acabamento espelhado, sendo aplicado basicamente em três tipos de metais: o aço inox, o alumínio e o níquel, sendo esta último mais raro, uma vez que se trata de matéria prima para tratamento superficial anticorrosão e, também, para tratamento estético.

O aço inox escovado é mais frequentemente observado até mesmo do que o alumínio, já que auxilia na retenção de indicação e escalas, por exemplo. No aço inox, o tratamento escovado, além de valorizar o visual, fornece resistência mecânica e maior imunidade aos riscos, sendo aplicado principalmente em tanques para indústrias.