Tipos de agitadores industriais e suas aplicações

11 Agitadores industriais

Os agitadores industriais são projetados para gerar eficiência no processo de produção e menor consumo energético, regra básica da indústria, atualmente, buscando sempre minimizar os custos de produção.

Os agitadores industriais construídos atualmente trazem como regra implementar o melhor da tecnologia, garantindo um equipamento ideal para cada tipo de processo industrial, sendo empregados em indústrias químicas, alimentícias, siderúrgicas, farmacêutica, meio ambiente e mineração, entre outras.

Os tipos de agitadores industriais – também conhecidos como misturadores – são indicados para processos em que é necessário agitar, homogeneizar, dissolver ou misturar qualquer tipo de solução, podendo ter ou não a presença de componentes sólidos. Seu dimensionamento deve ser especificado para cada tipo de processo, devendo tender diversas faixas de rotação, de potência, de tamanho das hastes e nos mais diversos diâmetros de hélices, atendendo as especificações do produto a ser agitado para a qualidade final do que se espera.

O dimensionamento dos agitadores industriais deve também atender a densidade e a viscosidade do produto que está sendo elaborado, uma vez que cada processo demanda um tipo de equipamento.

Em grande parte das necessidades, os agitadores industriais possuem 3 níveis de agitação: o médio, o suave e o rápido, observando as indicações de cada produto e de seu processo de fabricação.

Os tipos mais comuns de agitadores industriais

Entre os agitadores industriais, os mais comuns no mercado são os seguintes:

1.      Agitadores industriais de fluxo radial

Esse modelo de agitar gera linhas de fluxo perpendicular ao eixo do agitador, impulsionando a massa líquida contra as paredes do tanque contenedor. Suas principais características são a grande capacidade dispersiva e sua agressividade ao produto que está sendo trabalhado, possuindo alto consumo de potência.

Os agitadores industriais de fluxo radial são aplicados em dispersão de gases, em dissolução de materiais sólidos e em transferência de massa, podendo possuir turbinas de pás retas e de pás inclinadas, sendo que estas fazem a mistura de dois fluxos, sendo mais utilizado para misturas em baixas rotações.

2.      Agitadores industriais de fluxo axial

Os agitadores industriais de fluxo axial são os que geram linhas de fluxo paralelas ao eixo do agitador, impulsionando a massa agitada contra o fundo do tanque. Com baixa agressividade ao produto agitado, o fluxo axial possui grande abrangência sobre a massa, criando uma distribuição geométrica do fluxo dentro do tanque, possuindo baixo consumo de potência.

Os agitadores de fluxo axial são aplicados para mistura de produtos líquidos, para sólidos em suspensão e para transferência de calor, tendo como impelidores as turbinas de pás inclinadas, para mistura de 2 fluxos; turbinas de alto rendimento e hélice naval, que consomem mais energia quando utilizadas em tanques de volume elevado.

3.      Agitadores industriais de fluxo tangencial

Nesse modelo de agitador, as linhas de fluxo são circulares e em regime de fluxo laminar, sendo destinados a agitação de produtos de alta viscosidade, impulsionando a massa líquida ao redor da parede do tanque contenedor. Os agitadores industriais de fluxo tangencial possuem alto consumo de potência, alto torque e exigem maior investimento inicial.

Sua aplicação na indústria serve para homogeneização de resinas, para mistura de fluidos viscosos e para dissolução de materiais sólidos em meios viscosos, atendendo também a elaboração de subprodutos mais viscosos.

Agitadores industriais e sua importância na elaboração de produtos

Os agitadores industriais são parte essencial para a produção de inúmeros produtos que consumimos costumeiramente, sendo eles o ponto de onde se inicia grande número de processos industriais, como produtos químicos, farmacêuticos e alimentícios, entre outros.

A agitação é uma das operações mais importantes, já que são as que proporcionam o movimento necessário para que a mistura seja homogênea, devendo ser escolhidos com o maior critério de qualidade, visando também a qualidade do produto final. Leva-se em consideração, na escolha dos agitadores industriais, todos os reagentes e produtos em fases diferentes, podendo estar em estado sólido, líquido ou gasoso, exigindo-se que o resultado final seja uma substância totalmente homogênea.

Em virtude disso, a escolha dos tipos de agitadores industriais deve considerar a velocidade, a posição das pás, a presença ou ausência de dispositivos que possam impedir a formação de vórtices, além de outras características relacionadas com a viscosidade da mistura e o estado físico dos reagentes e produtos que, combinados, levam a mistura ao produto final.