Saiba como ocorre a fermentação do vinho em tanques de aço inox

post vinho

 

A produção de vinho se inicia com a colheita da uva nas videiras e geralmente tem sequencia nas empresas vinícolas. Na cantina, as uvas passam por um processo onde os cabos são retirados do mosto e em seguida ocorre um procedimento conhecido como fermentação alcoólica.

No processo de fermentação, há a participação de diversos agentes microbiológicos e, por este motivo, o tanque de aço utilizado deve ser bastante amplo, permitindo a realização das operações de remontagem, prensagem, teor de açúcar, controle de temperatura, entre outros.

Vale lembrar, que de acordo com a OIV (Office International de la Vigne et du Vin), apenas a bebida resultante da fermentação do suco de uvas frescas pode ser considerada vinho. Outras bebidas fermentadas como o “vinho” de jabuticaba e o “vinho” de maracujá estão denominadas de forma errada.

A fermentação começa a ocorrer efetivamente após serem adicionados 20 g/hL de levedura seca ativa ao líquido oriundo das uvas. De acordo com especialistas da área, essa levedura deve ser hidratada com água morna a 35°C em uma proporção de dez vezes o seu peso.

O processo fermentativo deve ser analisado várias vezes ao dia no laboratório da cantina por profissionais especializados na área. Os profissionais de laboratório também definem a quantidade de açúcar que deve ser adicionada ao vinho.

Um dos principais elementos para que a fermentação ocorra de forma adequada é o recipiente onde ela é realizada. Dessa forma, entende-se que é necessário o investimento por parte dos produtores em reservatórios, tanques e silos de qualidade. É interessante que os equipamentos fermentadores possam servir também como reservatórios durante o período pós-safra. Assim, o mesmo equipamento que serve para a produção do vinho na época da safra da uva é utilizado também na época pós-safra para a armazenagem. Ao optar por um produto desta qualidade, o produtor estará também economizando com outros tipos de aparelhagem.

Atualmente existem no mercado diversos tipos e modelos de fermentadores para vinho, tendo alguns inclusive, cintas de refrigeração para o controle de temperatura e sistema de remontagem automatizado. A alta tecnologia neste tipo de equipamentos é de grande vantagem para os produtores.