Tanque de aço inox industrial e suas especificações

Industrial silos in the chemical industry

O tanque de aço inox industrial possibilita a armazenagem dos mais diversos produtos e insumos que exigem a unidade industrial, utilizando desde alta a baixas pressões.

No tanque de aço inox industrial é possível armazenar matérias primas em grandes quantidades, atendendo a exigência de suprimento das plantas, além de produtos intermediários, com produtos finais para outras unidades e matéria prima que são estocadas para que não seja necessária a operação conjunta.

Continuar lendo

Aplicações do aço inoxidável austenítico

06 aço inoxidável

A família de aço inoxidável austenítico, seguindo a nomenclatura AISI, o sistema americano para classificação dos aços, American Iron and Steel Institute, é a mais conhecida e utilizada para aplicações industriais. Entre os aços austeníticos, os aços inox dos tipos 316 e 304 são os mais populares.

O aço inoxidável 304 é bastante semelhante ao aço 316, contendo 2% de molibdênio. O aço inox 316 possui como característica maior resistência à corrosão sob tensão, resistindo melhor às corrosões localizadas, como no caso de corrosão por pite.

Continuar lendo

As diferenças entre os tipos de aço inoxidável

03 aco inoxidavel

O aço inoxidável é, atualmente, sinônimo de material resistente, com grande durabilidade, deixando sempre a impressão de ser um tipo de aço que suporta todas as condições de clima, temperatura e agressividade do meio ambiente, sendo, exatamente por isso, o mais utilizado para a produção de inúmeros tipos de equipamentos, desde tanques de grandes indústrias até utensílios domésticos e equipamentos farmacêuticos e hospitalares, entre outros.

Contudo, o aço inoxidável não é um material eterno. Ele possui maior resistência à corrosão, quando submetido aos mais diversos meios e agentes agressivos, só que essa resistência é variável, dependendo do tipo de aço utilizado.

Continuar lendo

Os tipos de acabamento do aço inoxidável

17 acabamento

O aço inoxidável precisa passar por um acabamento para garantir a resistência à corrosão. A formação da camada passiva, a película protetora da superfície do metal, que é resultante da combinação entre o cromo existente na composição química do aço com o oxigênio do meio ambiente, é instantânea e espontânea.

Os processos de acabamento permitem conferir ao material uma superfície com características que a tornem compatível com cada produto fabricando, oferecendo a garantia de que a camada passiva do aço inoxidável se mantenha ao longo de toda a superfície e de não deixar na superfície do aço qualquer substância que possa interferir na formação da camada, ou mesmo de comprometer sua eficiência.

Continuar lendo

Como manusear e armazenar o aço inoxidável

14 aco inoxidavel

O aço inoxidável é um material utilizado nas mais diversas aplicações principalmente por sua resistência à corrosão, além do seu aspecto estético, que apresenta sensação de higiene e de esterilização dos produtos.

A resistência à corrosão no aço inoxidável é resultado da camada superficial de óxido de cromo, uma camada invisível, de espessura finíssima e totalmente aderente, denominada camada passiva.

Continuar lendo

O tanque de aço inoxidável para tratamento de efluentes

11 aco inox

O tanque de aço inoxidável já é uma realidade nas indústrias de alimentos, indústrias de bebidas e outras, como química e petroquímica, e agora está também entrando na indústria de tratamento de água e efluentes.

Por ser um material praticamente inerte, não provocando qualquer alteração nos produtos, o tanque de aço inoxidável foi adotado principalmente pelas indústrias de processamento de alimentos, desde fábricas de laticínios a usinas de açúcar, desde água mineral até produtores de bebidas alcoólicas e sucos.

Continuar lendo

A história do aço inox no Brasil: um resumo

 

06 O aço inox no Brasil

A história do aço inox em nosso país teve início com a fundação, em 31 de outubro de 1944, da empresa Acesita – Companhia Aços Especiais de Itabira, em Minas Gerais, a primeira e, até hoje, única fábrica de aço inox da América Latina.

Os fundadores da empresa, os engenheiros Amyntas Jacques de Moraes, Percival Farqhuar e Athos de Lemos Rache, tinham uma proposta audaciosa: a construção de uma usina de aços especiais que fosse autossuficiente em matérias primas e energia, instalada junto às fontes de minério de ferro, de carvão vegetal e de queda d’água.

Continuar lendo

O futuro do aço inoxidável para a humanidade

03 O futuro do aço inoxidável para a humanidade

O aço inoxidável tem participado de todos os avanços tecnológicos da humanidade desde o registro de sua primeira patente na Alemanha, há mais de 100 anos. Hoje, o aço inox está presente desde utensílios domésticos até naves espaciais.

Enquanto o aço comum reage com o oxigênio da atmosfera, criando uma camada superficial de óxido de ferro que permite a contínua oxidação do aço, gerando a corrosão (a conhecida ferrugem), o aço inox é um tipo de liga que, através da composição química, oferece maior resistência à corrosão.

Continuar lendo

Aço inoxidável para altas temperaturas

Heating Ducts

O desenvolvimento do aço inoxidável vem progredindo com o tempo e a nova liga austenítica criar maior resistência e estabilidade estrutural à oxidação e carbonetação em altas temperaturas.

Uma dessas ligas, a 253MA, conseguiu ainda maior resistência com a adição criteriosa de metais de terras raras, ou MTR. Os testes mostraram que a resistência à oxidação do aço inoxidável austenítico aumenta com a adição de MTR em conjunto com elementos de liga convencional, como o cromo, o silício e o níquel.

Continuar lendo

Qualidades do aço inox que você precisa conhecer

08 aço inox

O aço inox foi descoberto por puro acaso. No começo do século XX, em 1912, o inglês Harry Brearly estava pesquisando uma liga de Ferro e Cromo, com um percentual de 13% de cromo e, no momento em que tentava fazer observações sobre suas propriedades, verificou que a liga era resistente à maior parte dos reagentes que se utilizava na época em metalografia.

Brearly deu o nome à liga, chamando-a de “Stainless steel”, ou seja, o “aço que não mancha”.

Continuar lendo