Tanque de aço inox: produção de vinho

Dois dos principais usos que o tanque de aço inox tem são utilizados frequentemente por vários tipos de empresas. A fermentação e estocagem de bebidas alcoólicas, por exemplo, é só um uso desses tanques.

Foto com vinho produzido em um tanque de aço inox

Neste artigo falaremos sobre os tipos de tanque de aço inox para fermentação, estocagem e também dos esgotadores e remontadores.

Tanque de aço inox para fermentação

Antigamente, os vinhos eram guardados e fermentados em barris de carvalho. Todavia, com a vinda da tecnologia, os tanques de aço inox ganharam espaço. A tecnologia veio até a produção de vinho com o intuito de principalmente facilitar a produção da bebida. Ademais, o tanque de aço inox se mostra como um agregador de qualidade ao produto.

Os barris de carvalho foram perdendo o espaço para os tanques de aço inox. Ainda assim, o padrão de qualidade dos produtos nunca deixou de subir. Muito pelo contrário: a qualidade os vinhos após a produção de tanque de aço inox para fermentação aumentou e muito. Nesse sentido, os tanques de aço inox garantem uma produção de qualidade, independente do produto armazenado.

Mas como o tanque de aço inox pode beneficiar o vinho? Dentre as vantagens desses produtos para fermentação ou estocagem, podemos citar:

  • Facilidade na hora de limpar o produto;
  • Resistente às altas temperaturas e às baixas temperaturas;
  • Não corrói facilmente;
  • Facilidade na hora de poupar dinheiro de manutenções.

Essas vantagens são diretamente relacionadas com a composição dos tanques. O material aço inox surge a partir de uma liga entre o elemento ferro e cromo. Essa composição garante uma boa qualidade de produto. Originalmente, esse material era utilizado nos jantares, em talheres. Todavia, observou-se que a sua aplicação poderia ser industrial e muito mais útil no que tange a produção de alguns tipos de bebidas.

Em virtude de sua capacidade industrial, o tanque de aço inox é hoje um dos melhores meios de fermentação de vinhos. A popularização do uso dessa poderosa ferramenta veio somente na década de 60.

Tanque de aço inox para estocagem

Além de ajudar no processo de fermentação, os tanques de aço inox podem ser utilizados para estocagem. Não só para os vinhos, como também para cachaça, cerveja e até mesmo gasolina. Os tanques podem vir ou não com misturadores e filtros para remover sabores ou impurezas. Antes de tudo, os tanques de aço inox podem ser indispensáveis, dependendo da empresa que o utilizará. Eles não só são utilizados para estocagem, mas também para lavar e preparar produtos de modo geral.

Ademais, os tanques costumam variar seus volumes de 2000 até 30000 litros. Formatos e volumes de tanque de aço inox variam dependendo do seu uso e, o mais importante a se saber é que uma consulta de valores e de tipos de tanques seria o mais razoável a se fazer. Sem dúvidas, o tanque de aço inox ainda garante a qualidade do produto enquanto armazena ele.

Remontador para tanque de aço inox

Em virtude de sua versatilidade, o tanque de aço inox ainda torna possível o processo que chamamos de remontagem durante a produção de vinho. Ele também pode realizar o processo de esgotagem, sobre o qual falaremos em seguida.

A remontagem é, sobretudo, o processo de bombear o mosto do fundo até a superfície do tanque de aço inox. O mosto é uma pasta que é resultado da prensagem da uva. A mistura, durante o processo de remontagem, é levada de baixo para cima. O conteúdo do mosto fica, portanto, misturado logo após esse processo.

Esgotador para tanque de aço inox

O esgotador é o equipamento utilizado para separar a parte sólida do mosto. A uva, quando prensada, deixa partes sólidas no mosto. Desse modo, é do intuito de quem produz o vinho separar a parte sólida da líquida. Logo em seguida, a parte líquida da uva segue para ser fermentada.

Em suma, o tanque de aço inox é muito importante para a produção de vinho no Brasil. Os produtores de vinhos no Brasil e no mundo inteiro dependem do uso de tanques de aço inox para garantir qualidade e facilidade na hora de obter qualidade em seus produtos. Portanto, reforçamos que o tanque de aço inox é essencial para que uma boa produção seja realizada dentro dos mais variados setores da economia.

Tanque de aço inox: ideal para a produção de vinho

Image result for tanque de aço para vinho

A produção de vinho no mundo é milenar, acompanhando a civilização desde os seus primórdios. Com a expansão da cultura ocidental e a descoberta da América, centenas de imigrantes italianos e alemães se instalaram no Brasil, principalmente na região Sul, trazendo essa mesma cultura.

A produção foi sendo aprimorada em nosso país, passando dos antigos barris de carvalho para o tanque de aço inox, uma vez que esse material garante a qualidade do vinho produzido.

O tanque de aço inox para produção de vinho pode ser fabricando nos mais diversos tamanhos e formatos, sendo utilizado tanto por produtores artesanais, em vinícolas familiares, quanto em grandes indústrias, melhorando a produção e aumentando a quantidade de vinho ofertada a cada ano.

O tanque de aço inox e os cuidados na produção

A produção de vinho exige determinados cuidados para se chegar a um produto final de qualidade. Os cuidados começam no cultivo das videiras, só terminando quando o vinho é engarrafado para ser envelhecido.

Utilizando o tanque de aço inox na produção, o produtor de vinho consegue maior facilidade, gerando um produto final com a mais alta qualidade, uma vez que o aço inox é, atualmente, o melhor material que pode ser utilizado.

A utilização do tanque de aço inox é aplicada na fermentação, depois que o vinho passa pelos toneis de madeira, e para o seu armazenamento, antes de ser engarrafado.

A produção de vinho exige a utilização de leveduras selecionadas, que precisam ser mantidas em uma temperatura determinada, não podendo ser menor de 25 ou maior de 34°C. A temperatura pode ser mantida mais facilmente, sendo controlada no tanque de aço, conseguindo-se um melhor resultado e oferecendo vinhos finos e intensos, com o sabor e o aroma mais apreciado pelos consumidores.

O tanque de aço inox é também aplicado na maceração das uvas, uma etapa na produção de vinho que pode durar de 48 horas a 5 dias. O produtor, depois da maceração, deve separar a parte sólida, eliminando as cascas e sementes com um aparelho também de aço inox, deixando o mosto para fermentação.

Essas etapas podem ser feitas de forma automática com equipamentos produzidos com o aço inox, mantendo controle total sobre a produção, fazendo o melhor aproveitamento do mosto.

Tanque de aço inox nas várias etapas de produção

O aço inox, portanto, pode ser utilizado em todas as etapas de produção do vinho, desde a maceração, passando pela chaptalização, que é a fase de correção de açúcar, quando necessário, e pelo descube, a etapa em que se separa a parte sólida, deixando o mosto para fermentação.

Na fermentação, o tanque de aço inox é utilizado na fase secundária, etapa em que o vinho deve permanecer por determinado tempo, complementando esse processo e permitindo que o ácido málico, mais duro para o paladar, se transforme em ácido lático, que deixa o vinho mais macio e saboroso.

O tanque de aço inox também pode ser aplicado na fase de correção do vinho para seu destino final, fazendo a transferência para tonéis de carvalho, trocando os volumes produzidos e deixando o vinho totalmente corrigido e pronto para o consumo.

Ao final da produção, depois que o vinho passa pela fase de amadurecimento, ou seja, depois do tempo determinado para os tonéis de madeira, o vinho pode ser armazenado em tanque de aço inox, garantindo maior sabor, aroma e cor.

Independentemente do tipo de vinho e do método de produção, o tanque de aço inox pode ser utilizado, sempre oferecendo um produto de grande qualidade.

O aço inox na indústria de alimentos

Resultado de imagem para aço inox em indústrias

A indústria de alimentos possui uma grande responsabilidade na manutenção da qualidade de seus produtos. A higiene é fundamental no processo de produção e, por isso, o aço inox é essencial para garantir que os alimentos estejam adequados para consumo.

As máquinas e equipamentos devem oferecer facilidade de limpeza e o aço inox é o tipo de material que não permite a contaminação dos alimentos produzidos, não deixando qualquer tipo de resíduo ou focos de contaminação por bactérias ou microrganismos estranhos.

O aço inox deve ser usado não apenas nos equipamentos, mas também em todos os acessórios, impedindo que qualquer microrganismo possa se instalar em qualquer etapa da produção, oferecendo ao público consumidor produtos da mais alta qualidade.

O aço inoxidável é hoje um material que pode ser encontrado nas mais diversas empresas que devem ter a higiene como base de seu processo, como indústrias, restaurantes, hospitais e laboratórios, tanto pela facilidade de limpeza quanto pela resistência do material.

O processo de limpeza do aço inoxidável é bastante semelhante ao do vidro e da porcelana, sendo mais prático e mais rápido do que de outros tipos de materiais, como alumínio ou plástico, que sempre possibilitam a presença de resíduos.

O aço inox oferece excelente resistência mecânica e à corrosão. Com uma camada impermeável, o material permite a produção de alimentos sem que eles sejam contaminados e sem que causem qualquer problema de saúde nos consumidores.

Eliminação das bactérias com aço inox

O aço inox é um material inerte aos compostos liberados pela matéria prima na produção de alimentos, já que não forma microfissuras em sua superfície. Essa qualidade impede o acúmulo de bactérias, mesmo quando os alimentos são expostos a acidez mais elevada.

Como se trata de um material de fácil limpeza, isso também impede que haja qualquer foco de bactérias, uma das principais causas de intoxicação alimentar verificadas em hospitais. Dessa forma, é muito evidente a vantagem apresentada pelo aço inox na indústria de alimentos.

Pela mesma razão, o aço inox é o mais indicado para tubulações que transportam água nas indústrias, já que sua resistência à corrosão garante a qualidade da água utilizada no processo de produção.

Numa indústria alimentícia, são diversas as etapas do processo produtivo. Tudo começa com a recepção e armazenagem da matéria prima, passando pela preparação e terminando com a armazenagem do produto pronto e seu transporte para a distribuição.

O aço inox atende a todas as etapas, oferecendo maior segurança para os produtos, conduzindo todo o processo dentro da qualidade e higiene necessárias para evitar contaminação por bactérias ou permanência de resíduos estranhos no produto final.

Os equipamentos e maquinários fabricados com aço inoxidável apresentam superfícies lisas e livres de contaminação, com facilidade de limpeza e sem a presença de trincas ou fendas que possam permitir a presença de qualquer tipo de matéria orgânica estranha ao processo de produção.

Além dos equipamentos e máquinas, a utilização de fixadores de aço inoxidável permite que a indústria de alimentos tenha condições sanitárias seguras em todas as etapas do processo produtivo e, por isso, é um material que deve estar presente em toda a linha de produção.

Assim, para oferecer toda a segurança ao consumidor e garantir a qualidade dos produtos é necessário usar o aço inoxidável não apenas nos equipamentos, mas também em utensílios, acessórios e todo e qualquer material que entre em contato direto com o produto.

A composição da liga de aço inox é naturalmente anticorrosiva, oferecendo ainda outra vantagem para a indústria de alimentos: os equipamentos produzidos em aço inoxidável não precisam de pintura contra a oxidação, diferentemente do aço carbono, que é pintado para não sofrer corrosão ao longo do tempo.

Veja a seguir todas as vantagens apresentadas pelo aço inox:

  • Material de fácil limpeza, não exigindo pintura anticorrosiva;
  • Não produz resíduos e evita o acúmulo de bactérias;
  • Resistente às mais diversas faixas de temperatura, podendo ser usado desde em fornos industriais a freezers;
  • Não reage em contato com elementos liberados pelos alimentos.

Tanque de aço inox para vinho: ideal para a produção

Resultado de imagem para Tanque de aço inox para vinho

No Brasil, a produção de vinhos vem sendo feita desde a chegada dos imigrantes alemães e italianos, principalmente no sul do país. Essa produção vem sendo aprimorada através dos tempos, havendo agora a utilização de tanque de aço inox para vinho, já que o inox é um material que garante a qualidade final do produto.

As vinícolas, tanto familiares quanto industriais, utilizam o tanque de aço inox para vinho nos mais diversos tamanhos e formatos, servindo para produtores artesanais e para grandes indústrias, oferecendo a melhor solução para qualquer quantidade de produção.

Continuar lendo

Tanque de aço inoxidável: tipos e acabamentos

Resultado de imagem para inox stainless tank

O aço inoxidável é produzido com uma liga metálica cuja constituição é basicamente de uma mistura de ferro com pelo menos 10,5% de cromo, o que faz com que o material se torne melhor do que o aço comum, apresentando resistência ao impacto, à corrosão e às altas ou baixas temperaturas.

Conforme são adicionados outros elementos, como o carbono, o silício ou o níquel, entre outros, o aço inoxidável ganha outras propriedades, servindo para outras aplicações. A diversificação oferece às indústrias vários tipos de aço inox, que são classificados em famílias:

Continuar lendo

Principais características do tanque de aço inoxidável

06 tanque inox


O tanque de aço inoxidável utilizado para armazenamento é um recipiente próprio para guardar fluidos, tanto à pressão atmosférica quando em pressões superiores, com exceção daqueles enquadrados como vasos de pressão.

Na indústria de processamento, a maior parte dos tanques de aço inoxidável é construía de acordo com requisitos estabelecidos em normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (as NBR), cada uma delas com fins específicos.

O tanque de aço inoxidável pode ter as mais variadas dimensões, desde 2 m de diâmetro até 50 metros ou mais. Dependendo do tamanho, o tanque deve ser instalado no interior de bacias de contenção, que têm o objetivo de conter possíveis derramamentos, no caso de rupturas.

Continuar lendo

O aço inoxidável e sua durabilidade

03 aço inoxidávelTodos sabemos que o aço inoxidável apresenta sempre grande durabilidade, desde que tenha os cuidados necessários de limpeza e manutenção, evidentemente. Contudo, há algo que deve ser lembrado com relação a essa durabilidade: na maior parte das vezes, a produção do aço também interfere no seu tempo de vida útil.

O aço inoxidável, atualmente, é aplicado nos mais diversos ramos de atividade e segmentos do mercado, sendo utilizado para fabricar desde equipamentos de odontologia, utensílios de cozinha, eletrodomésticos, decoração, tanques industriais e equipamentos os mais diversos para indústrias petroquímicas, químicas, de alimentos e muitas outras.

Continuar lendo

Aço inoxidável duplex e suas aplicações

06 aço duplex

O aço inoxidável duplex foi descoberto e desenvolvido entre 1927 e 1932, durante a pesquisa do efeito de frações volumétricas de ferrita nas propriedades do aço inoxidável austenítico.

A introdução do cobre e do molibdênio permitiu que o aço inoxidável duplex fosse endurecido por precipitação, apresentando uma resistência mecânica muito mais alta do que a família de aços austeníticos.

Continuar lendo

A resistência do aço inoxidável e os cuidados contra a corrosão

Cuidados com a corrosão do aço inoxidável.

Cuidados com a corrosão do aço inoxidável.

 

O aço inoxidável é bastante resistente à corrosão, atendendo de forma satisfatória as necessidades em sua aplicação. Seu limite de resistência à corrosão vai depender dos elementos em sua composição, o que estabelece que cada tipo de aço inoxidável oferece uma resposta diferente à exposição de ambientes corrosivos.

Desta forma, é preciso o cuidado na seleção do aço inoxidável mais adequado para cada aplicação. A escolha do tipo certo de aço irá reduzir de maneira significativa a possibilidade de corrosão, como aumento da vida útil do equipamento.

Continuar lendo

A história do aço inox no Brasil: um resumo

 

06 O aço inox no Brasil

A história do aço inox em nosso país teve início com a fundação, em 31 de outubro de 1944, da empresa Acesita – Companhia Aços Especiais de Itabira, em Minas Gerais, a primeira e, até hoje, única fábrica de aço inox da América Latina.

Os fundadores da empresa, os engenheiros Amyntas Jacques de Moraes, Percival Farqhuar e Athos de Lemos Rache, tinham uma proposta audaciosa: a construção de uma usina de aços especiais que fosse autossuficiente em matérias primas e energia, instalada junto às fontes de minério de ferro, de carvão vegetal e de queda d’água.

Continuar lendo